19 de ago de 2013

Easy por Tammara Webber

Quando Jacqueline segue o namorado de longa data para a faculdade que ele escolheu, a última coisa que ela espera é levar um fora no segundo ano. Depois de duas semanas em estado de choque, ela acorda para sua nova realidade: ela está solteira, frequentando uma universidade que nunca quis, ignorada por seu antigo círculo de amigos e, pela primeira vez na vida, quase repetindo em uma matéria. Ao sair de uma festa sozinha, Jacqueline é atacada por um colega de seu ex. Salva por um cara lindo e misterioso que parece estar no lugar certo na hora certa, ela só quer esquecer aquela noite — mas Lucas, o cara que a ajudou, agora parece estar em todos os lugares. A atração entre eles é intensa. No entanto, os segredos que Lucas esconde ameaçam separá-los. Mas eles vão ter de descobrir que somente juntos podem lutar contra a dor e a culpa, enfrentar a verdade — e encontrar o poder inesperado do amor.

Autora: Tammara Webber
Editora: Verus
ISBN: 9788576862468
Páginas: 305
Nota: 

New adult é um gênero fraco. É romance por romance com toque de drama aqui e ali. Não me jogue pedras por isso, ele também é meu gênero favorito. É algo tão pronto e na medida, que você ama ou odeia de cara. Para mim, não é difícil se deixar encantar por uma trama clichê quando bem executada, quando tudo que importa é uma boa química entre os personagens. É isso que NA é, é isso que me conquista em questão de 10 páginas e me faz considerar favorito antes mesmo de terminar a leitura. Talvez, antes mesmo de começar. Easy é desses: muito fácil de gostar (e o primeiro trocadilho foi, contando).

Logo no primeiro capítulo, Jacqueline quase é estrupada por Buck, melhor amigo do namorado de sua colega de quarto, Erin. Por sorte ela é salva por Lucas, um bad boy da faculdade, um caro bonito demais que ela nunca tinha reparado antes. E então, de um minuto para outro, Lucas estava em todo lugar: em sua aula de economia, na Starbucks, no curso de auto-defesa... Não precisa de muito tempo para que Jacqueline se veja seduzida no ar misterioso que cerca o garoto - principalmente agora que ela está solteira depois de três anos com o namorado de ensino médio. 

Easy tem uma trama complicada, pega num tema pesado e faz dessa sua cota de drama, explorando de vários ângulos durante a história. A protagonista é muito frágil e sua forma de superar o abuso que quase sofreu de Buck é algo que Jacqueline precisa trabalhar durante o enredo inteiro. E Lucas entra na jogada para fazer o papel de anjo da guarda. Ele é misterioso, sorri pouco, fala menos ainda. Não foi exatamente assim para que eu entendesse onde estava seu encanto romântico, algo além da aparência de badboy. Lucas mostra muito pouco de si para Jacqueline - e, consequentemente, para o leitor. Mas uma hora a química fala mais alto. E sim, eu gostei dele.

As trezentas páginas foram em uma noite. Easy não tem aquela coisa que te deixa apreensivo do modo como a autora vai lidar com a situação, foi diferente de ler No limite da atração (resenha) ou Métrica (resenha). Dessa vez, a história já começa com abuso, Webber já larga a bomba de inicio. Até onde a gente sabe, Jacqueline só precisa lidar com o trauma. Na verdade, essa é a palavra chave do livro. Trauma. Tudo se liga a ela. É uma história que faz temer pelas lembranças, não pelo futuro. De certa forma, é algo bom. Achei menos intenso, porém com menos chances de partir meu coração. 

Não sei exatamente como lidar com um livro que eu esperava que me quebrasse em 27, e acabou sem fazer isso. Foi bom? Sim, demais, as cinco estrelinhas lá em cima não estão lá por nada. Mas foi menos emocionante do que esperava. Jacqueline e Lucas são bons personagens separadamente, melhor ainda quando juntos. Tem cenas fortes, contudo, como citei antes, é um livro de superação. Adorei o cenário, a narrativa de Tammara e as tiradas de Erin, mas ainda não é o melhor NA que já li. É ótimo, mas não mais que isso. 
Beijinhos ♥

4 comentários:

  1. Eu não imaginava que fosse mais uma história de superação, do que um romance. E na verdade, isso até me agrada mais.
    Até agora não li uma resenha negativa sobre Easy e isto está me deixando completamente ansiosa pela leitura. O mais bacana é que a história já começa com tudo (a autora "enfia o pé na porta" de cara! rs) e isto é excelente.
    Espero ler em breve e ser surpreendida pela trama!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. ah, não fala que é o melhor new adult que você já viu porque se não eu enlouqueço para ler logo ;~~
    toda a blogosfera falando maravilhas do livro e eu ainda não tive a oportunidade de ler!
    quando li seu primeiro parágrafo pensei que você fosse detonar o livro e falar mais dele, mas ainda bem que isso não ocorreu :P

    ResponderExcluir
  3. Pegou um tema pesado e soube balancear bem com o romance, sem exagerar com essas partes tensas, sabendo equilibrar. Gostei desses personagens e de como a trama vai fluindo, é muito gostoso de ler. Maaaas, dá uma sensação de que não tem taaanta emoção assim mesmo não é? Não é um livro de tirar o fôlego, e eu esperava por isso depois de ver tantas resenhas dele =/
    Mas é bom de qualquer forma.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece ser bom. Dizem que tem uma pegava meio "Belo desastre", por isso estou curiosa para ler.

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!