17 de jun de 2013

Príncipe mecânico por Cassandra Clare

As peças infernais #2
Tessa Gray não está sonhando. Nada do que aconteceu desde que saiu de Nova York para Londres — ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exército mecânico, ser traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada — foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem sequer exista. O Magistrado garante que ela não passa de uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico.

Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501092694
Páginas: 406
Nota: 
Livros anteriores: Anjo mecânico 

Provavelmente já falei sobre isso muitas e muitas vezes, mas vale repetir para ninguém esquecer: Cassandra Clare é a minha autora favorita no mundo inteiro. Foi amor logo no primeiro livro, e depois disso nunca fiquei decepcionada. Frustrada? Agoniada? Apaixonada? Sempre, repetidamente. Mas decepcionada? Nunca. Cassandra tem seu jeito muito particular de escrever - e torturar - o leitor, e você sabe, os melhores escritores são aqueles que você não consegue decidir se ama ou odeia. Nesse primeiro parágrafo, estou declarando amor. Não garanto que estarei na mesma situação no final da resenha.

Príncipe mecânico é o segundo volume da trilogia As peças infernais, prequel de Os instrumentos mortais, que se passa na Londres vitoriana. Por culpa dos acontecimentos anteriores, o Instituto está sendo ameaçado de sair das mãos de Charlotte, e para evitar que isso aconteça, Tessa, Will e Jem buscam cada vez mais por Mortmain. Nesse meio tempo, Tessa continua tentando descobrir o que é, e se decidir entre Will e Jem. A sinopse é simples, entretanto o livro...

Esqueça Tessa. O protagonista da vez é Will. Dá até para dizer que Príncipe mecânico é um retrato fiel do seu estado de espírito - ou, ao menos, do que a gente sabe dele. Não por Will ser meu personagem favorito na trilogia (os Herondale tem esse apelo a mais comigo, cof cof ♥), mas porque ninguém mais tem uma carga emocional tão grande quanto a dele. No primeiro livro, a gente percebe que o sarcasmo do caçador de sombras não é genuíno, que suas tiradas atravessadas não são sem maldade, e é aí que a gente descobre o motivo. Nas primeiras cem páginas, Will é divertido, é engraçado, encheu meu livro de tags. Depois disso, quando Cassandra revela o segredo, o coração aperta, você fica engasgada... Não tem como não amar Will depois disso. E vamos considerar que Tessa está praticamente sozinha no mundo e Jem está doente-quase-morrendo.

Falando em Will, Tessa e Jem, vamos chegar a conclusão que esse é o triângulo amoroso mais bem criado de toda a literatura jovem contemporânea. Por mais que eu prefira Will, tenho que reconhecer que Jem também tem seu encanto, e não é pequeno. Ele é doce, meigo, gentil... Os dois se importam com Tessa, e a diferença é que Jem deixa o sentimento evidente, sem máscaras. E a amizade dos dois garotos consegue deixar tudo ainda mais agoniante, mais indeciso. Eu entendo se você é team Jem, eu entendo se no final da trilogia, Tess decidir por ele, contudo tenho certeza que Will é a melhor opção. Você sabe, eu já disse, Will tem carga emocional e carga emocional é tudo nessa vida. Na vida literária, pelo menos.

Príncipe mecânico é um livro intenso. Os personagens são intensos, o romance é intenso, o drama é intenso, as cenas de ação são intensas... Como criadora do universo dos shadowhunters, Cassandra tem um mar de possibilidades para explorar e, se faltar, ela pode criar mais. É isso que faz de seus livros tão maravilhosos e geniais, sem falar na tortura horrorosa que, estranhamente, só aumenta o sentimento. Em termos de fantasia, é ótimo. Em termos de steampunk, é melhor ainda. Em termos de romance? *CATAPLOF* Príncipe mecânico é gritantemente melhor que Anjo mecânico (que também é um lindo), e ainda tem Magnus Bane. Se você ainda não leu, está perdendo tempo. Estou recomendando desesperadamente para você. Assim como todos os livros de Cassandra. VAI!
PS: Ainda amo a autora. Se bem que...  Er...=X
Beijinhos ♥

8 comentários:

  1. Tá, vou respirar e escrever tuuuudo de novo, porque meu note reiniciou :((

    Vou começar dizendo que Príncipe Mecânico é meu livro favorito eveeer, nem VA (que eu amo taaaaaanto) e TMI consegue ser mais perfeito ou ter um livro tão bom quanto esse, porque é o tipo de livro que não tem um momento que eu tiraria, ou um personagem desnecessário ou até mesmo drama demais. E a Cassandra tem um jeito de escrever único que parece estar cada vez melhor, porque sério, gargalhei na cena da varíola demoníaca USHAUSHAUSHAUSHAUSH
    COMO NÃO AMAR AINDA MAIS O WILL NESSE LIVRO? Por favooooor, ele tão uma profundidade, uma carga emocional, como você disse, tão especial e eu passava o livro todo: como ele conseguiu? um garoto de 12 anos... e a declaração pra Tessa então? ME MATOOOOOOOOU.
    Mas tem o Jem e toda a dedicação dele por ela e por todos, o jeito que ele lida com o Will e aaaaai, eu realmente não saberia o que fazer no lugar dela, apesar de ser totalmente team Will SHUAUSHAUSH
    E o que mais me prendeu nesse livro foi o triângulo, porque normalmente 2 caras amam a menina, se odeiam e fazem de tudo pra tê-la, mas aqui não, eles se amam mais do que a amam e são capazes de qualquer coisa pra fazer o outro feliz, até mesmo abrir mão da garota e isso é tãããããããão AAAAAAAAAAAAAAAAAAAH que eu nem sei explicar, e eles são tão perfeito juntos, não consigo imaginar Will sem Jem e vice e versa ou Tessa sem os dois na vida dela, então logo me vi shippando o triangulo mesmo e nem ligo UHASUSAHUSA mas o melhor ship desse livro é sem dúvidas Heronstairs! *------*
    Mas enfiiiim, sempre admirei a Cassandra, mas agora acho que a amo ASUHSAHUSA e não sei se estou preparada emocionalmente pra Princesa Mecânica, dizem que é tãão choravel :((( mas tbm mal posso esperar pra sair aqui SAHUSAHUSA

    Me empolguei de novo :p

    ResponderExcluir
  2. eu li um dos livros dela e gostei, mas não é muito o meu estilo, então acabei nem me interessando pelos outros :(
    se eu já não conhecesse a escrita dela, ia fiquei super interessada, pois sua resenha ficou boa demais!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Joana, tudo bem? Compartilho da sua opinião, a autora é incrível, o mundo que ela criou, seja no 'presente' ou no passado, é grandioso o suficiente para não deixar nenhum dos seus livros previsíveis, e essa obra, em particular, é tão, mais tão intensa, que me acabei com a leitura. Foi um livro que me deixou com a respiração presa; e que com a revelação do segredo do Will, com o caminhar do triângulo amoroso e com aquele final, foi putz, o melhor livro da autora, e olha que eu AMO cidade de vidro... Como você também acho que esse é o melhor triângulo amoroso da literatura jovem adulto, ele não está na obra por estar, ele é parte da trama e acaba que não cai no clichê. Estou com o coração apertado para ler o último livro da trilogia.

    Bjs, Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  4. Amo Cassandra tambem, e esse é o meu livro favorito da autora. Mas ao contrário de você, sou 100% team Jem. Não consigo gostar do Will. No primeiro livro ele me irritou. No segundo até senti uma simpatia, mas continuei achando que ele exagera demais no drama. Enfim, concordo com tudo o que você falou, menos nesse ponto, e torço pra que Cassandra coloque os dois juntos no final! A resenha está otima, flor!

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Falou tudo! Caramba, falou tudo! Will, tadinho...ai...nossa, nem sei o que dizer. Coitado dele. Aquelas cenas finais (MORRE NAQUELAS CENAS FINAIS DELE COM A TEEEEEEESSA! EU. TIVE. UM. TRECO!) foram de matar o coração de um fiel "amador" dos Caçadores de Sombras. Ai meu papai do céu, deu dó :'(
    E é bem criado mesmo esse triangulo, foi o melhor que já vi. Você não consegue se decidir pra quem torce. Jem é fofo, é...normal. Mas o Will? Ele é fogo, é perigo emocional, intensidade. E os dois são perfeitos. Eu no lugar dela? Jesus, nem pense nisso...
    Maaaas, pegando e avaliando para o lado de que falamos da Clare, e pelo spoiler que lembro ter lido do Magnus falando em um livro que a história não terminava bem, sinto que certo personagem com começo W, vai se ferrar. E certo personagem J, vai se ferrar. E certo personagem T? Vai sofrer e fica forever alone....
    Ou não, mas a história não tem jeito de terminar bem =/
    CADÊ O ULTIMOOOOOOOO!?!!! oO

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda não li nada da Cassandra, mas estou muito curiosa com os livros dela!!!
    Confesso q sua resenha me animou muito!!! Estou super curiosa pelo Will!!!!

    ResponderExcluir
  7. Não li nenhum livro da Cassandra e tenho um certo receio pois não sei se curto esse estilo (que eu lembre não li nada parecido). hehe Mas depois da resenha fiquei curiosa!

    ResponderExcluir
  8. Para quem é 8 ou 80 (tipo eu! rs), o estilo da autora deve funcionar muito bem, já que tudo é tão intenso. Estou doida para ler a série, não tanto pela história, mas pela forma como ela é conduzida e elaborada. Me parece muito bem escrita, envolvente e nada decepcionante! rs
    bjs

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!